Quer saber o que é um feed, o que você pode fazer com isso e como se inscrever? Clique aqui!

Arquivo de agosto, 2005

Alguns segredos do PHP

Sem categoria

19/08/2005 as 11:22

O PHP possui algumas funções que são frequentemente utilizadas mas não estão documentadas explicitamente. Para facilitar a vida de quem lê este espaço, aí vão alguma delas:

Redirecionar para outra página

Para utilizar o redirecionamento, é preciso colocar essa função antes da tag HTML da página ser enviada. Ela, na verdade, modifica um dos cabeçalhos padrão do HTML. Ele deve sempre ser enviado como string (entre aspas simples ou duplas):

//redireciona para a página qualquer.php
header("Location: qualquer.php");
//redireciona para outro site header("Location: http://rodflash.blogspot.com");
//redireciona para a página qualquer.php
$variavel = "qualquer";
header("Location: ".$variavel.".php");

Enviar e-mail com uma página em HTML

Uma pequena lida na documentação da função mail do PHP deixa bem claro como enviar um e-mail comum (texto). Mas se você não conseguiu entender o que eles querem dizer com "Cabeçalhos Extra" e "E-mail complexo", aí vai um pequeno exemplo comentado de como enviar um e-mail com formatação HTML utilizando o PHP:

 //e-mail de destino
$email = seu@email.com;
//assunto do e-mail
$assunto = "Este é um e-mail enviado com formatação";
/* as próximas linhas concatenam uma única variável (cabeçalho) Isso ocorre porque quando enviamos um texto HTML, devemos dizer ao cliente de e-mail que ele deve interpretar a formatação. Por se tratar de um cabeçalho de configuração, note que é necessário que existam as quebras de linha \n no fim de cada linha. */
//versão da codificação do e-mail $cabecalho="MIME-Version: 1.0\n";
//especificar que é um texto HTML
$cabecalho.="Content-type: text/html; charset=iso-8859-1\n";
//e-mail de origem
$cabecalho.="From: origemdo@email.com;
/*Cliente que enviou o e-mail. Você pode deixar o nome do seu site aqui, se quiser se identificado*/
$cabecalho.="X-Mailer: Meu site aqui\n";
/*aqui vem a mensagem em si. Ela deve ser uma string e deve ser corretamente codificada em HTML. Você pode usar outras variáveis à vontade.*/
$mensagem=' Esse é o meu e-mail '.$email.' Vê a formatação? ';
//a seguir ele envia o e-mail. Se obtiver sucesso, redireciona para outra página
if (mail($email,$assunto,$mensagem,$cabecalho)){
header("Location: outrapagina.php");
}else{
echo('Ocorreu um erro ao enviar o e-mail');
}

Aguardem por mais!

Leia mais...


5 Comentários »

PHP+MySQL: the secret is unleashed

Sem categoria

11/08/2005 as 18:00

Tomando como base o tempo que estive concluindo meu curso de graduação, praticamente todos tinha dúvidas na instalação do PHP e MySQL no Windows, para fins de desenvolvimento. O PHP e o MySQL são gratuitos e não dependem de nenhuma plataforma específica para serem executados. Porém, a instalação do PHP e do MySQL no Windows nem sempre é uma prática tão simples. Por experiência própria, posso explicar como fazer uma instalação básica do PHP e do MySQL.

Atenção: o objetivo deste passo-a-passo não é explicar o funcionamento ou mesmo ir a fundo na configuração de nenhum software, e sim deixá-los funcionando em conjunto para viabilizar o desenvolvimento na linguagem PHP e SQL.

Para continuar o passo-a-passo, é preciso frizar alguns pontos:

  1. Suponho que você tenha já feito pelo menos a instalação padrão do MySQL (lembre-se da senha colocada) e do servidor Web.
  2. O PHP funciona perfeitamente no Apache, no IIS ou mesmo no PWS.
  3. Embora não recomendável, você pode rodar o servidor Web/BD num Windows 98, utilizando o Apache ou mesmo o PWS.

O PHP 5 para Windows é distribuído na forma de instalador (.EXE) ou compactado (.ZIP). A diferença é que o instalador pode (embora não funcione sempre) configurar o servidor Web automaticamente. Já para fazer com que as extensões do PHP funcione, (MySQL, SQL Server ou outras), é preciso fazer o download da versão compactada. Recomenda-se descompactar o conteúdo do arquivo em C:\PHP.

Passo 1 – Configurar o PHP

 Para deixar o PHP funcionando, copie o arquivo "C:\PHP\php.ini-dist" para a pasta raíz do sistema (C:\Windows). Renomeie-o para "php.ini". Dentro deste arquivo, localize a linha "extension_dir" e defina para a pasta onde estão as DLLs das extensões (geralmente, "C:\PHP\ext\", com aspas e a barra final). Para permitir que o PHP "veja" o MySQL, é preciso ativar a extensão do MySQL. Localize a seção do arquivo onde tem o texto ";extension=php_mysql.dll" e retire o ";" do início da linha.

Passo 2 – Configurar o Servidor Web

Apache 2: para os que estejam utilizando o Apache, localize o arquivo "httpd.conf" dentro da pasta"conf" no local onde o Apache 2 foi instalado. Adicione as seguintes linhas no final do arquivo: LoadModule php5_module "c:/php/php5apache2.dll" AddType application/x-httpd-php .php Se quiser programar o Apache para carregar as páginas "index.php" como padrão, altere a diretiva DirectoryIndex e adicione o texto "index.php" antes de todas as outras. Para evitar problemas com o MySQL, copie o arquivo "libmysql.dll", localizado na pasta "bin" dentro da pasta de instalação do MySQL para a pasta "bin", localizado dentro da pasta de instalação do Apache (no mesmo local onde está o Apache.exe). IIS: Nas configurações do IIS, acesse as propriedade do site (pode ser o padrão). Na aba "Diretório Base", clique no botão "Configuração". Na aba que aparece, clique em adicionar e aponte para o arquivo C:\PHP\php-cgi.exe. Adicione a extensão .PHP (todos os verbos ou métodos, GET e POST!). Marque a caixa "Mecanismo de script". É só dar OK. PS: A instalação do PHP no PWS é similar à do IIS, porém, requer que seja alterada uma chave no registro. Recomendo que consulte o arquivo "install.txt", localizado na pasta de instalação do PHP para mais informações desse e de outros servidores Web.

Passo 3 – Rodar uma aplicação de teste

Inicie o MySQL e o Apache. Se nenhuma mensagem de erro for exibida, a instalação foi feita corretamente. Crie um arquivo .PHP e coloque dentro da pasta "htdocs" do Apache ou do C:\inetpub\wwwroot, do IIS. O arquivo deve ser salvo com a extensão .PHP e conter a seguinte linha (dentro das tags especiais do PHP:

php_info();

Acesse-o através do navegador e verifique se as configurações do PHP foram mostradas corretamente. Verifique também se o módulo do MySQL (e outros) aparecem no fim do documento.   Espero que não tenha resumido tanto a instalação e que esse rápido passo-a-passo tenha ajudado alguém.

Leia mais...


Nenhum comentário »

Wikipedia e o mensalão

Tecnologia

09/08/2005 as 21:00

  Para quem não sabe, a Wikipedia é uma enciclopédia virtual gratuita, onde qualquer um pode editar o conteúdo. Atualmente, a primeira versão (em inglês, iniciada em 2001) possui mais de 676 mil artigos sobre diversos assuntos. A Wikipedia também possui sua versão em vários outros idiomas. A versão em português da Wikipedia possui cerca de 61 mil artigos.  Para ter uma idéia da variedade de assuntos, não disponíveis em nenhuma outra enciclopédia, pode-se citar um caso até cômico: o escândalo do mensalão já está na Wikipedia. O artigo tem diversas informações sobre o fato, fotos, links externos e links para informações de um "personagem" específico do mensalão. É interessante notar o recado que aparece logo no topo do artigo:

Artigo na Wikipedia

Para os interessados, o artigo também está disponibilizado em inglês, ainda com partes em português (ajude a traduzir. É só acessar…). Quem quiser saber mais sobre o assunto, também pode acessar o Wikinews, que contém informações atualizadas.

Leia mais...


9 Comentários »

Ok… Finalmente, eu criei meu blog

Tecnologia

07/08/2005 as 22:22

Depois de ter dito várias vezes que não criaria um, por não julgar importante ou achar totalmente desnecessário, talvez tenha mudado de idéia. Eu NÃO tenho um blog. E quando criar um, será bem diferente dos atuais. ("1000 em qt tempo??", 19 de julho de 2005) Essa foi minha segunda pista de que viria a criar um. A primeira foi quando tirei fotos do Kodama 2005 e disse: Agora que tenho minha câmera digital, tenho que criar um blog para ter onde postar as fotos. Já tinha em mente como seria meu blog, mas para isso, como disse anteriormente, precisaria de um domínio e um servidor, algo que não pretendo adquirir agora. Blogs têm se tornado uma mania em todo o mundo. Conforme reportagem da revista Veja, do dia 01 de junho de 2005, "Blog é coisa séria":

Veja - Sobre os Blogs

Tenho lido alguns blogs corporativos ultimamente e eles são simplesmente ótimos. Mantém o cliente informado sobre novidades de produtos ou mesmo estórias engraçadas sobre o dia-a-dia da empresa. Pretendo deixar meu blog nesse padrão: mais informativo do que besteira. Pretendo postar aqui minhas últimas descobertas e novidades, não histórias fúteis e bobeirinhas. Não espante se encontrar posts demasiados sobre o Google e sua tecnologia. Os que me conhecem, sabem que eu sou um fã de carteirinha (porque o meu blog foi logo no Blogger?). Espero que gostem e visitem com freqüência (vocês não vão se arrepender). E comentários são sempre bem-vindos. (para quem usa o Google Personalized Home Page ou algum leitor de RSS, pode acessar meus meus post através do endereço com o símbolo RSS). Aproveitei a ocasião e ativei também o meu Google AdSense (links de anúncios). Façam o esforço e cliquem em um desses links para me ajudar. = ) PS: O nome "permalink" é comum em alguns blogs e significa permanent link. Geralmente é utilizado para permitir um link direto a um post específico.

Leia mais...


4 Comentários »