Quer saber o que é um feed, o que você pode fazer com isso e como se inscrever? Clique aqui!

Tecnologia

Google perdeu o código-fonte do Google Talk?

24/03/2011 as 17:09

Quando o Google lançou o Google Talk  (Gtalk) em 2005, ele foi muito bem comentado porque permitia fazer conversa por voz e texto pela internet utilizando o protocolo aberto XMPP/Jabber. Na época o aplicativo veio para concorrer com o MSN, AIM e Yahoo! Messenger com um cliente desktop. Pouco tempo depois o Google adicionou o recurso de bate-papo do Gtalk ao Gmail permitindo que mais pessoas que não tinham nem conhecimento do Google Talk pudessem conversar com seus amigos. O sucesso foi tanto que muitos até hoje fazem referência apenas ao “chat do Gmail”. Com o passar do tempo o Google integrou o Google Talk no Orkut, no iGoogle e ainda no Google Docs, cada um com funções específicas, mas nunca atualizou sua versão para desktop. Além do chat, veja a lista de recursos diferentes que cada produto tem no Gtalk:

Cliente

Plataforma

Texto

Grupo

Aim

Ligações telefônicas

Voz

Vídeo

Notificação visual

Transferência de arquivo

Desktop

Windows

Sim

Não

Não

Não

Sim

Sim

Sim

Sim

Gmail

Web

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Não

Orkut

Web

Sim

Não

Não

Não

Sim

Sim

Não

Sim

iGoogle

Web

Sim

Sim

Não

Não

Sim

Sim

Não

Sim

Talk gadget

Flash

Sim

Sim

Não

Não

Sim

Não

Não

Não

Jabber

Desktop

Sim

Sim

Não

Não

Sim

Não

Sim

Sim

Na tabela acima você pode analisar as várias plataformas que o Google Talk trabalha. Além disso, citamos também o Jabber porque vários clientes permitem utilizar quase todos os recursos que o Google Talk possui (como o próprio iChat, incluído no MacOS X). Outro detalhe: as notificações do Gmail só estão disponíveis se você estiver utilizando o Google Chrome. Existem ainda as funções menos vistas como os emoticons que não estão disponíveis no cliente desktop e dos que possui o recurso, nem todos podem ser vistos ou escolhidos visualmente.

Não citamos aqui o cliente do Google Docs que está ali embutido porque ele é específico para aquele fim o que não o torna menos interessante: ele serve para permitir a cooperação na edição ao vivo dos documentos. O objetivo dele não é um bate-papo aleatório e apenas diz respeito ao documento. Alguns de seus recursos estão baseados na colaboração do antigo Google Wave.

Na área de dispositivos móveis, existem ainda os clientes para navegadores de celular que suportam apenas texto e uma versão especial para Android, que consegue enviar notificações para o celular.

O fórum de ajuda do Google Talk foi desativado recentemente e pelo que se pode ver , os usuários querem recursos que aproximem o Google Talk aos seus concorrentes:

  • Uma interface web única, não necessariamente integrada ao Gmail
  • Todas as funções dos clientes existentes na interface web e no desktop
  • Um cliente com possibilidade de chat por texto voz e vídeo para Android e iPhone

A diferença entre os clientes é visível. Depois da versão inicial da versão desktop, vários clientes web foram criados, nenhum com todos os recursos da versão instalável e mesmo assim, as evoluções ocorrem lentamente. Cada novo cliente lançado pelo Google dá a impressão que é um novo produto e não o bom e velho Google Talk de sempre. Fica a dúvida: será que o Google perdeu o código-fonte do cliente desktop ou é tudo uma estratégia para utilizarem o serviço “na nuvem“? Vamos continuar assistindo sua evolução.

, ,

Encontrou algo errado? Entre em contato conosco!

3 comentários

  1. milton disse:

    its very nice

  2. Mukesh disse:

    No that didnt lost..
    very boring post ;)

Deixe um comentário

Sinta-se a vontade em fazer seus comentários, mas lembre-se: caso ele não esteja de acordo com o conteúdo do site ou contenha texto ofensivo ele será excluído.

Compartilhar/Salvar